Hóquei em Patins

Quando o sonho se realiza

Algo mais existe para além de resultados. Paixão. Um clube que é eterno e as suas forças não estão mortas. A verdade é que não se sentia o espírito que, talvez escondido por trás de resultados e exibições menos conseguidas, caracteriza o sentido de ser Turquelense.

Poucos minutos antes de começarem a sonhar poucos acreditavam que o podiam fazer. Contavam-se pelos dedos os que acreditavam na vitória e nos miúdos. Todos os que pensam criticam e eu próprio também penso. Faz parte e ajuda a evoluir.

Quando começou o jogo a esperança ainda era uma criança, mas a vontade fazia eco nas vozes da claque e no patinar confiante da nossa equipa.

12633566_958713927546904_6228216522464949567_o

 

Sofremos e parecia uma repetição. Mais um dia sem história. Contudo, de logo emergiu um guardião poderoso que nunca mais se escondeu.

201415015_0206-2_1

 

Esse, inspirou o homem que trouxe o sonho e que, num gesto técnico inesperado e mágico, reactivou a alma dos que costumam acreditar.

201415015_0308

 

A nota artística inspirou-nos a todos e fez passar-nos na memória os sofrimentos que têm finais felizes. O porquê de lutar e acreditar nesta terra começou a fazer notar a sua presença. Foi a união a surgir e que finalmente se fez sentir.

A harmonia entre o querer da bancada e o concretizar da equipa. Nesse momento voltámos a sonhar, a caminhar juntos. O público e a equipa deram as mãos e arregaçaram as mangas. É esta a alma deste clube.

12628614_958713697546927_2803222935153869237_o

 

É por isto que sofro pelo HCT. E golo após golo o sonho começou a realizar-se. E provámos então que quando a nossa equipa nos traz sonhos podemos realizá-los juntos.

Quem sente esta camisola sabe que tudo é possível quando acreditamos juntos. É por isso que espero que este seja o ponto de partida para algo mais. Esta onda de união não pode ficar por aqui.

Podemos sonhar e realizar mais. Nem quando nos impedirem vamos parar. Força HCT!!

12615699_958713010880329_9146014547382189386_o

Hoje vou à piscina…

Há cerca de dois meses que não vou à piscina, hoje está tudo bem encaminhado, meia final da Liga dos Campeões: Real Madrid recebe Bayern de Munique e o jogo termina 15 minutos antes de eu entrar na piscina. Optimização e rentabilização de tempo.

Chego ao Carlucci Café, “pontualmente atrasado”, o Real já ganha, peço a Mini Preta da praxe, negoceio o preço, mas as de 14 cêntimos já acabaram, o jogo vai decorrendo animado, o que é fácil depois do Atlético vs Chelsea de ontem. Assim que chegar o intervalo vou a casa buscar o saco da piscina para quando acabar o jogo arrancar logo.

Entretanto o “Carlucci” vai-se compondo, afinal o jogo dá em canal aberto e o pessoal que jantou em casa vem agora tomar café.

Espera! Mas este pessoal do BdQ nem é muito ligado a futebóis? Bebem do hóquei, o que um comum mortal como eu, procura numa meia final da Champions.

Carago! Tenho de ir à Piscina…

E acabo de perceber, porque estão aqui, hoje é dia de Taça de Portugal em hóquei Patins e os Miúdos d’Aldeia vão ao Infante de Sagres. E depois? “Isso é um jogo fácil, para ganhar por 10” e “eu quero ver o jogo da Champions, com as duas melhores equipas do mundo” e além disso “Tenho de ir à Piscina…”

10259840_616600851764128_8773346095736605362_n

Rapidamente percebi que aquela gentinha toda ali sentada, que ainda há pouco torcia entusiasticamente pelo Cristiano Ronaldo pouco queriam saber da bola.

O HCT vai jogar daqui a segundos… Bolas! … Dá para ver a primeira parte, devemos estar a ganhar por uns 4 ou 5 e posso ir descansado para a Piscina…

A TVI dá lugar à HCT Tv no ecrã, a luz desce e o ambiente torna-se romântico… ou melhor… apaixonante…

Somos de facto melhores e a meio da primeira parte, estamos a ganhar por 1 golo.

Pessoalmente, preciso de mais 3 ou 4, até ao intervalo, para poder ir à piscina. Bolas! Eu não percebo muito disto mas não estou a gostar do jogo, deste jogo. (Real e Bayern continuam no 1-0). Eu tenho de ir à piscina e chegamos ao intervalo a perder 2-1…

Não há hipótese… Já não vou à piscina…

De qualquer maneira sei que o Infante vai quebrar e facilmente viramos o resultado. Início da segunda parte, “uma Mini Preta”, e golo do Infante… Mau! Estamos muito faltosos, ou pelo menos, temos muitas faltas marcadas contra nós.

3-2 na resposta, 7 minutos de equilíbrio e 3-3, tal como eu previa, o Infante começa a quebrar, convenço-me que começo a perceber de hóquei, que sei “ler o jogo”, até ao final ainda marcamos mais 3 ou 4, só, porque estamos em casa alheia e não é de bom tom massacrar o adversário, que conseguiu resistir ao nosso poderio até aos 8 minutos da segunda parte…

Mas o 3-4 não aparece, aparece o nervoso miudinho, aparece uma grande penalidade falhada, aparece a nossa 15º falta (o adversário poupado ainda nem a 10ª atingiu, mas também não aproveita). O tempo passa e o nervoso deixa de ser miudinho e começam as recordações tristes, onde resignadamente se procura o reconforto “Já o ano passado foi assim”… Eu não me conformo, se não fui a piscina, quero uma vitória.

Finalmente a 5 minutos do fim o golo, está feita a “remontada”, coisa que o Bayern não conseguiu em Madrid. Agora é deixar correr normalmente.

Cartão Azul, Livre Directo e Golo? Mas eu ainda não tinha acabado de saborear o golo e já estou a sofrer outra vez…

Há quem não sofra, não tem tempo, está ocupado a montar as crucificações. Tiraram-nos o guarda-redes, mas temos outro e este também defende grande penalidades, mas também sofre golos e com este golo já estamos a perder, já perdemos, já fomos, eliminados, as cruzes estão já ao alto, as caixas de pregos estão a ser abertas! Ainda há tempo para uma grande penalidade a nosso favor, e este é tão jeitoso para crucificar. Mas não! Os Miúdos marcam, fogem da cruz, empatam a 50 segundos do fim e vão para prolongamento.

Mas alguma vez existiu a hipótese de eu ir à piscina?

Começa o prolongamento, o golo tem de ser de ouro e tem de ser nosso. E é, logo aos 4 minutos, que não se pode sofrer mais e há cruzes para desmontar.

Se eu vou à piscina? Marquei para 21 de maio.

por FilipePS

há 50 anos a elevar o nome d’Aldeia

Agora que está tudo mais calmo e descansado em relação à viagem e ao jogo Forte dei Marmi x HCT, gostava de partilhar algo muito bonito que aconteceu antes e depois do jogo. Porque durante o jogo todos presenciaram.

O nosso Clube deixou uma imagem muito bonita em terras alemãs e italianas.

Antes do jogo de sábado começar, fomos encaminhados para uma determinada zona do pavilhão, por motivos de segurança e de prevenção. O presidente do Forte dirigiu-se a nós e pediu desculpas pelo que estava a acontecer mas que eram ordens da polícia. Não nos preocupamos porque estávamos ali para apoiar os nossos miúdos fosse em que lugar fosse. Depois, dirigiu-se aos adeptos da claque da casa e disse-lhes que podiam festejar o que quisessem mas não queria insultos à nossa equipa (HCT), porque quando vieram jogar ao nosso pavilhão tinham sido muito bem recebidos.

O jogo decorreu com normalidade entre duas equipas fortes e ansiosas, com festejos da parte do Forte, onde se via a pairar um cachecol do HCT que um adepto italiano fazia questão de levantar, mas também com 3 golinhos nossos .

No final do jogo as equipas despediram-se e agradeceram aos adeptos num ambiente muito bonito.

Entretanto, quando todos os jogadores saíram do rinque, os adeptos do Forte cantaram um cântico acompanhado por palmas dirigido a nós, que retribuímos levantando os nossos cachecóis e agradecendo. Depois, entraram em campo e vieram ter connosco para fazer a troca de cachecóis e para nos dizer que nós HCT, estávamos no coração deles, e agradeceram-nos, um a um.

Esta é a imagem que fica nesta passagem Europeia dos nossos miúdos: independentemente do resultado, a postura e o fair play transmitidos foram enormes.
Obrigada miúdos pelas alegrias que nos dão «na vitória ou na derrota» estaremos sempre presentes.

Agora é continuar a apoiar esta brilhante equipa, jogo após jogo, como eles merecem.

Saudações desportivas.

por Sónia V.

Forte-HCT

foi assim ou eu sonhei?

foi mais uma noite de sonho n’Aldeia.

as conversas que antecederam o sábado eram confusas, havia os que acreditavam na vitória e os que acreditavam num grande jogo, em que tudo podia acontecer. ninguém duvidava do valor dos miúdos, mas também todos sabiam o valor que chegava de itália.

eu estive até às 19h a decidir se ia fotografar ou simplesmente ver o jogo. acabei por decidir ver o jogo, afinal era o último que via ao vivo antes de voltar ao hemisfério sul e desde 20 de Dezembro, quando voltei a Portugal, ainda não tinha tido um jogo que me enchesse a alma. a esperança era de que este fosse o tal.

cheguei ao pavilhão às 20:15h e recebi logo uma mensagem do Armando que já estava lá dentro “a bancada central já está composta”. apressei-me a chamar a Kuka e fomos.

e estava. às 20:20h entrei e estava assim.

IMG_2718

entrei, arranjei um canto para me sentar e fui pondo a conversa em dia com quem por lá estava, afinal ir ao hóquei também é isso: rever amigos!

antes de começar o jogo, um momento alto: 6 dos atletas da primeira equipa de hóquei do HCT entraram em campo e foram ovacionados de pé por todos os presentes, afinal se não fossem eles há 50 anos, hoje não estaríamos aqui!

IMG_5453

e logo depois a emoção continuou, com a Portuguesa a ser cantada pelos 2000 BdQ presentes.

começou o jogo e começámos a perder 0-1 logo nos primeiros 10s. com o 1-1 do Passos, acreditámos todos. ouvia-se na bancada “eles já marcaram o golo de honra, agora já podemos ganhar!”. o ambiente era de festa e sem grandes pressões e nervos. e o resultado foi aumentando para os italianos até ao 1-3.

ainda pulámos todos de alegria antes do intervalo com o 2-3 do Vasco e fomos para o descanso com algumas certezas: grande jogo, bom hóquei, bom ambiente e um espectáculo de promoção da modalidade como Turquel nos tem habituado!

na 2ª parte, com o 3-3 do Tiago os nervos avolumaram-se. com as defesas do Marco, a ansiedade cresceu. e a esperança em discutir até ao último segundo o jogo transformou-se em certeza. lembro-me de olhar para as faltas, e ver que tínhamos 9, e ter comentado com a Kuka “dava mesmo jeito um golo agora”. depois disso, só me lembro de pular e gritar. o Tiago tinha acabado de fazer o 4-3!

os últimos minutos foram passados a festejar as defesas do Marco, a gritar e a rezar às outras religiões cada vez que atacávamos. até que o Passos passa por um, passa por outro e cai. pouco menos de 10s para jogar e o Tiago lá estava com a bola na marca de grande penalidade. não me recordo do resto. só de ouvir a Kuka dizer “Catarina, preciso de te agarrar?”. estava feito o 5-3, a euforia via-se em todos os rostos, a vitória estava assegurada e as memórias construídas.

o árbitro apitou para o final, e ouviram-se 2000 pessoas a uma só voz em mais um tributo, desta feita a Marco Barros. merecido, muito merecido!

IMG_5473

depois dos aplausos merecidos aos adversários e da ovação aos nossos miúdos, as pessoas ficaram por ali. conversavam, festejavam, sorriam. os miúdos saíram. voltaram alguns minutos depois para o “arrefecimento” e foram novamente aplaudidos.

ser d’Aldeia é isto. é agradecer o que eles nos dão e devolver-lhes tudo isso em apoio. é construir memórias com o que eles fazem, e nos fazem sentir, e devolver-lhes acontecimentos e sentires para as memórias deles.

não sei o que vai acontecer em itália, mas tenho a certeza de que, como nós este ano, antes desta jornada europeia, fomos recuperar um dos melhores jogos de sempre em Turquel (HCT x Viaregio), daqui a 20 anos terão que ver este jogo também!

(e sim, este foi o jogo que me encheu a alma)

Somos BdQ. Somos d’Aldeia!

a nossa religião

O JOGO disse esta semana que por aqui, n’Aldeia, a nossa religião se chama Hóquei!

IMG_5374

E acertaram. A todos os interessados nesta nossa religião informamos:

Não se prometem curas, e a fé é apenas em que a bola entre na baliza e possamos gritar e pular (ou seja defendida, que as defesas festejam-se como golos).

Prometem-se emoções, prometem-se choros, prometem-se alegrias, muitas alegrias. Também há os amigos, daqueles que ficam para a vida. E aqui também se reza a outras religiões, quando a bola precisa de entrar, ou precisa de ser defendida, e faltam apenas 5s de jogo.

As reuniões da comunidade em vez de missa, chamam-se umas vezes jogos, outras vezes treinos. As primeiras substituem a missa, e acontecem normalmente ao sábado e ao domingo, das 9h às 23h, depende dos dias. As segundas, substituem a catequese e acontecem de 2ª a 6ª entre as 17:30 e as 24h.

O nosso templo chama-se pavilhão e é propriedade do Hóquei Clube de Turquel, o maior culpado em transformar o hóquei em religião por estes lados.

E há várias reuniões importantes esta semana, mas a de maior importância, assim tipo o casamento do ano a que ninguém quer faltar, realiza-se amanhã à noite, às 21h, lá no nosso templo (saiba mais aqui: HC Turquel x Forte dei Marmi).

Vamos encher o pavilhão de pessoas e vozes para apoiar os nossos miúdos?

PDF do artigo no jornal O JOGO aqui.

IMG_5373

IMG_5375

IMG_5377

IMG_5377 copy

Adivinhem quem vai ao Euro Mieres de femininos? Parabéns Alice!

Carlos Pires, seleccionador nacional de Seniores Femininos, já divulgou a lista de 10 atletas a integrar o estágio de preparação do Campeonato da Europa de Seniores Femininos (a decorrer em Mieres, Espanha, de 16 a 21 de Dezembro).

O estágio vai decorrer no Luso de 12 a 15 de Dezembro e adivinhem quem consta da lista de convocadas? Pois é, a estrela da baliza alvi-negra Alice Vicente.

As 10 convocadas são Marlene Sousa, Filipa Azevedo, Maria Inês Ferreira (AD Sanjoanense); Carolina Gonçalves, Ana Catarina Ferreira (AA Coimbra); Alice Vicente (HC Turquel); Inês Vieira, Rute Lopes, Rita Lopes (SL Benfica); e Rita Paulo (Cerdanyola del Vallés CF – Espanha).

Parabéns Alice por mais esta presença!

Fonte: FPP

Unidos pelo Pedro

os sub-20 d’Aldeia foram no passado domingo à Parede, onde defrontaram e venceram o Parede FC. era isso que lhes era pedido. mas não é isso que vão recordar no futuro.

o que lhes vai ficar na memória, mais do que a vitória no jogo, é a vitória dos valores, daqueles fazem as pessoas serem melhores. a vitória da solidariedade e o sorriso do Pedro.

o HC Turquel, através da equipa de sub-20 associou-se ao Parede FC na iniciativa de solidariedade Unidos pelo Pedro, na qual foi oferecida ao Pedro uma camisola do do Parede FC e um cachecol do HC Turquel e todos os atletas jogaram com a pulseira de apoio a esta causa no stick.

1424420_735579546470550_1937839842_n

Foto do Parede FC

mais informações sobre esta iniciativa podem ser encontradas no Cartão Azul. quem quiser participar e dar continuidade a este apoio à causa do Pedro, podem fazê-lo na página do facebook Unidos pelo Pedro.

A Aldeia não facilita!

O dia acordou solarengo e logo nas primeiras horas da manhã sentia-se um ligeiro frenesim no ar. Esta não era uma quarta-feira normal. Era quarta-feira de jogo grande N’Aldeia.

Os miúdos tinham a difícil tarefa de defrontar um dos grandes: nada mais nada menos que os campeões da Europa: o SLB.

Não se falou noutra coisa o dia todo. Nos cafés ao pequeno-almoço, nos empregos, no café do almoço. As horas iam passando e o nervoso miudinho aumentava. Tarefa muito difícil, quase impossível, mas a Aldeia sempre acreditou que os miúdos não iam facilitar. E de facto, não facilitaram.

Uma hora e meia antes do jogo, as portas do pavilhão abriram. Em menos de nada a casa encheu, a prometer o espectáculo dentro e fora de rinque.

E assim foi. Que jogo, que nervos, que emoção! Os miúdos iam levando a melhor, mas quiseram os deuses do hóquei que os forasteiros empatassem a partida a 32 segundos do fim.

Empate com sabor a vitória e um final de jogo debaixo de palmas e cânticos, onde no ar só se respirava um único sentimento: orgulho!

A Aldeia do Hóquei, Turquel, é isto: é paixão, é orgulho, é união, é amor e fervor.

Parabéns!

Somos BdQ. Somos d’Aldeia!

o jornal A Bola, na edição de hoje, dá-nos destaque de uma página e diz a todo o mundo que hoje é dia de festa n’Aldeia (podem ver aqui). e têm razão. depois da festa de sábado, hoje há mais festa nas ruas d’Aldeia, no pavilhão, nas bancadas, no rinque!

hoje todas as conversas e caminhos são sobre os nossos miúdos.

o desafio fica lançado: somos Brutos-dos-Queixos e hoje vamos fazer a festa também no facebook e mostrar que somos, orgulhosamente, BdQ, que somos d’Aldeia.

Vamos usar esta foto como foto de perfil?

248082_446439842113564_406167807_n

porque juntos somos mais fortes

em declarações ao site oficial do SL Benfica, Pedro Nunes (treinador dos campeões europeus) tece rasgados elogios aos nossos miúdos e aos BdQ que semanalmente enchem as bancadas

É uma grande equipa, muito bem organizada, com processos muito bem organizados. Vão jogar em sua casa, num ambiente fantástico e verdadeiro de Hóquei em Patins

nós agradecemos os elogios, e reconhecemos que nos aumenta a responsabilidade… de sermos ainda melhores. e é por isso que amanhã todos os caminhos, todas as ruas, todas ruelas, vão dar ao pavilhão do HC Turquel!

os BdQ nas bancadas vão ficar sem voz e mostrar porque fazem d’Aldeia a Capital do Hóquei em Patins em Portugal.

os miúdos em rinque vão deixar o suor e as lágrimas para nos verem sorrir na bancada.

como sempre, nas bancadas nós puxamos por eles e em rinque eles puxam por nós. porque juntos somos melhores. somos mais fortes.

“na vitória ou na derrota, hóquei… hóquei!”

Vamos equipa. Vamos Aldeia!

Ps: os bilhetes já se encontram à venda desde a semana passada na secretaria do HC Turquel.