Autor: ArmandoMaria

Quando o sonho se realiza

Algo mais existe para além de resultados. Paixão. Um clube que é eterno e as suas forças não estão mortas. A verdade é que não se sentia o espírito que, talvez escondido por trás de resultados e exibições menos conseguidas, caracteriza o sentido de ser Turquelense.

Poucos minutos antes de começarem a sonhar poucos acreditavam que o podiam fazer. Contavam-se pelos dedos os que acreditavam na vitória e nos miúdos. Todos os que pensam criticam e eu próprio também penso. Faz parte e ajuda a evoluir.

Quando começou o jogo a esperança ainda era uma criança, mas a vontade fazia eco nas vozes da claque e no patinar confiante da nossa equipa.

12633566_958713927546904_6228216522464949567_o

 

Sofremos e parecia uma repetição. Mais um dia sem história. Contudo, de logo emergiu um guardião poderoso que nunca mais se escondeu.

201415015_0206-2_1

 

Esse, inspirou o homem que trouxe o sonho e que, num gesto técnico inesperado e mágico, reactivou a alma dos que costumam acreditar.

201415015_0308

 

A nota artística inspirou-nos a todos e fez passar-nos na memória os sofrimentos que têm finais felizes. O porquê de lutar e acreditar nesta terra começou a fazer notar a sua presença. Foi a união a surgir e que finalmente se fez sentir.

A harmonia entre o querer da bancada e o concretizar da equipa. Nesse momento voltámos a sonhar, a caminhar juntos. O público e a equipa deram as mãos e arregaçaram as mangas. É esta a alma deste clube.

12628614_958713697546927_2803222935153869237_o

 

É por isto que sofro pelo HCT. E golo após golo o sonho começou a realizar-se. E provámos então que quando a nossa equipa nos traz sonhos podemos realizá-los juntos.

Quem sente esta camisola sabe que tudo é possível quando acreditamos juntos. É por isso que espero que este seja o ponto de partida para algo mais. Esta onda de união não pode ficar por aqui.

Podemos sonhar e realizar mais. Nem quando nos impedirem vamos parar. Força HCT!!

12615699_958713010880329_9146014547382189386_o

“O HCT é favorito!”

Fez todo o percurso no HC Turquel até atingir o escalão de seniores onde ainda assistiu, viveu e sentiu o regresso dos BdQ ao pavilhão, as enchentes, a cumplicidade entre os que estão nas bancadas e os que estão em rinque. Em 2010 rumou à Alemanha, onde permaneceu por 2 épocas e se sagrou Campeão Nacional, tendo ainda participado nas competições europeias.

Em vésperas do confronto entre o HC Turquel e os alemães do Darmstadt, recuperámos a memória, e fomos ter com quem nos conhece bem e quem de nós melhor conhece o hóquei em patins alemão, Luís Coelho, para uma pequena antevisão desta eliminatória da Taça CERS.

DSC_1227BdQ|Aldeia – Luís, sendo tu um BdQ de formação e coração, e tendo passado pelo hóquei alemão, como antevês esta partida?

Luís Coelho – Sem dúvida, BdQ de formação e coração. Sou da “escola HCT” e tendo passado também pelo hóquei alemão consigo identificar facilmente algumas diferenças. A minha previsão é de um jogo em que o HCT vai assumir a posse de bola e vai controlar as operações. Porém as equipas alemãs são organizadas e persistentes. Dificilmente vão dar o jogo por perdido até ao fim. O contra-ataque é uma das suas armas fortes. Talvez seja cliché repetir que o hóquei alemão já não é o que era há 20 anos, remates de meia-distância o jogo todo, mas de facto esta é a verdade. O hóquei alemão mudou muito e neste momento as equipas são desenvolvidas técnica e tacticamente. Resumidamente, estou seguro que o jogo vai ser dominado pelo HCT, mas com o Darmstadt sempre perigoso e a responder com as armas possíveis.

BdQ|Aldeia – Na tua opinião qual a equipa que parte favorita à passagem da eliminatória?

Luís Coelho – O HCT é favorito! Por todos os motivos: melhores como equipa, melhores individualmente, melhores fisicamente e por fim é importante ressalvar que o jogo do HCT em casa será com o ambiente que já conhecemos e irá ajudar enormemente a equipa. A “desculpa” da falta de experiência nas competições europeias não se aplica porque o Darmstadt também não é uma equipa de presença muito regular nestas provas. Ou seja, tudo a acontecer sem coisas extraordinárias à mistura, o HCT passará à próxima eliminatória.

BdQ|Aldeia – O que dirias aos teus colegas turquelenses sobre esta equipa alemã?

Luís Coelho – No fundo diria o que já lhes disse: sejam competentes, joguem como sabem e desfrutem desses belos momentos de hóquei em patins. Se assim o fizerem, estou seguro que ainda vão apanhar muitos aviões para disputar jogos das eliminatórias da Taça CERS.

Ao Luís, obrigado pela disponibilidade, colaboração e confiança. Nas bancadas, vamos vencer. No rinque, esperamos concretizar o teu prognóstico!

Sábado, às 21h, na nossa casa, HC Turquel x Darmstadt, não faltes!

E em Tomar… mandámos nós!

Nesta jornada os miúdos dos Juniores deslocaram-se a Tomar, num jogo que se previa difícil e no qual só a vitória interessava a ambas as equipas.

IMG_1304

Um bom início da equipa do Sporting Tomar colocou em vantagem no marcador a equipa da casa. O H.C.Turquel não desistiu e contornou as dificuldades dando a volta ao jogo e aparecendo por cima no resto da primeira parte. Na parte final do primeiro tempo houve uma enorme entrega da equipa turquelense e o guarda-redes Edu Leitão assumiu-se como determinante ao defender dois livres directos e ao mostrar-se intransponível. O Turquel virou assim o resultado para duas bolas a uma com destaque individual para os dois golos de Isidro Evangelista. Nota positiva para a nossa equipa que aguentou a pressão e soube dar a volta por cima, num resultado que não se previa fácil, numa primeira parte marcada pela arbitragem desequilibrada do leiriense Vítor Roxo, que penalizou os BdQ com demasiadas faltas, enquanto o Sporting de Tomar jogava com tudo o que lhes era permitido. Conseguimos assim levar a vantagem de 2-1 para o intervalo.

Na segunda parte os nossos juniores entraram mais fortes, impondo um grande ritmo colectivo, o que trouxe uma ausência de alternativas aos jogadores do Sporting de Tomar que não conseguiram impedir a ofensiva turquelense de aumentar a vantagem para um resultado expressivo de sete a um. Com o jogo controlado, o treinador Nelson Lourenço colocou em campo os quatro suplentes que dignificaram a camisola e aumentaram a vantagem para 8-1. Ao cair do pano ainda houve tempo para dois golos da turma de Tomar, colocando assim o resultado final em 8-3.

Destaque para a população d’Aldeia que se deslocou em massa ao pavilhão Jacome Ratton, onde os Brutus1964 animaram as bancadas e puxaram pela equipa do início ao fim da partida mostrando a nossa alma. Excelente vitória dos BdQ dentro e fora de campo, onde nem a buzina Tomarense que se fazia ouvir no pavilhão conseguiu estragar a festa e contrariar os argumentos mostrados em campo pela equipa e fora dele pelos Brutus1964.

934837_455487017875513_1612036160_n

Com esta vitória o Turquel encontra-se empatado a 6 pontos com as equipas do Paço de Arcos e do S.L.Benfica. Vitória essencial nesta corrida à Final Four do Campeonato Nacional numa jornada emocionante em que o Paço de Arcos derrotou o S.L.Benfica por 7-5 e equilibrou o grupo da Zona Sul em termos de pontos.

Na próxima jornada o Paço de Arcos desloca-se a Tomar e Nós recebemos o S.L.Benfica em jogo que se afigura difícil e determinante para ambas as equipas. Esperamos então que, em dia de festa em Turquel, o público adira em massa ao jogo para apoiar a equipa de juniores a conseguir a tão desejada vitória.

Os nossos golos foram marcados por:

Isidro Evangelista (3), Anderson Luis (2), Xavier Lourenço (1), Alexandre Duarte (1), Rafael Santos (1)